Imprevisto em Coblença

coblençaO meu segundo dia de interrail foi bastante activo e entusiasmante. Apanhámos cinco comboios num só dia. Passámos o dia inteiro em comboios, portanto. Por isso, eu tentava encontrar pessoas para lhes sorrir e, com prudência, iniciar um diálogo. Num desses cinco comboios, sorri e sentei-me ao lado desta senhora. Não falávamos muito bem o inglês, mas a minha vontade de comunicar era imensa e lá nos entendemos. Falámos sobre o nosso destino final, que era semelhante, apesar de termos horários e comboios diferentes para apanhar (acabámos por ir no mesmo comboio, mas esta já é outra história). A certa altura – já estávamos há uns minutos parados dentro do comboio – esta alemã perguntou-me se eu estava a perceber os avisos do interlocutor. Os comunicados eram somente emitidos no idioma local, o alemão. Portanto, eu não fazia a mínima ideia, mas apercebi-me de que algo se estava a passar.

- Ele está a dizer que vamos ficar aqui parados porque o comboio à nossa frente está a arder! Está em chamas!

Depois de saber que, supostamente, ninguém estaria em perigo senti uma adrenalina espectaculosa e sai do vagão para ir averiguar o que se estava a passar no lado de fora.

Share Button

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Pode usar estas etiquetas HTML e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>